A Certeza da Revelação

20 de Março de 2017

A parte final das épocas não é a melhor para revelações, mas é a ideal para fazer confirmações sobre jogadores que nos deixaram antes boas impressões. É o caso de Luís Machado, extremo ou avançado (ou, em rigor, as duas coisas) do Feirense que já passou, há tempos, pela caixinha aqui ao lado num “observatório de estrelas” que destacava o seu futebol, na faixa ou vindo para zonas centrais, não só naquelas diagonais de solo individual, mas de visão colectiva, sabendo bem o sitio onde aparecer, por onde furar ou com quem tabelar. Tem, nessa variedade de movimentos (e opções), desmarcação, passe e golo.

A explosão competitiva do onze reinventado por Nuno Manta (com organização defensiva prioritária mas sem nunca perder de vista como servir os avançados) tem muito desta revelaçãoo-certeza de 24 anos que chegara à I liga (após nascer no Paredes e passar por Freamunde e Tondela) sem fazer ruído. Nem era preciso. O seu jogo fala por ele.