Dost “versus“ Baliza

12 de Janeiro de 2017

Não sei se Bast Dost está a aprender coisas que nem sabiam que existiam num relvado (em movimentação e fundamentos de jogo) como disse Jesus no fim do ultimo  jogo do Sporting, mas desconfio que quem antes já marcara tantos golos na Holanda (onde só atacar tem, em relação a defender, se escreve com letra máscula no inicio) e na Alemanha, na Bundesliga, é provável que já soubesse alguma coisa sobre como se relacionar com uma baliza. O último problema do Sporting é o de que só o seu ponta-de-lança (ou quase só ele) faça golos. O problema está na construção que existe nas suas costas, nas faixas através dos laterais ou no lugar de segundo avançado que sempre foi crucial nas equipas de Jesus.

Bast Dost é, de facto, um nº9 com a limitação que têm muitos pontas-de-lança modernos: em vez de jogarem contra a defesa adversária, jogam contra a... baliza adversária. Até podia ser um problema se não ganhasse esse seu “jogo particular”.

A verdade é que por onde passa, sabendo muito ou pouco sobre o jogo, Dost não treme na luta com que entra em campo na cabeça: ganhar a guerra contra baliza!