E Pôr Marega a Nº9?

13 de Fevereiro de 2017

O Vitória de Pedro Martins tem de quase de se tornar numa “outra equipa” nesta fase. Sem Soares para segurar a bola e puxar a equipa, tem de rotinar outra forma de jogar.

Em geral, a troca de um avançado não tem tanta influência no “centro do jogo”. Isso costuma ser problema de troca de médios. É verdade que também saiu João Pedro e Rafael Miranda faz muita falta no de equilíbrio/saída do nº6, mas a origem da quebra de construção (atenção, não só de finalização) ofensiva está mesmo na mudança do nº9. Rafael Martins é bom jogador mas, para além de ainda desenquadrado, tem traços de jogo muito diferentes (quer a bola na frente e não recuar para aguentá-la com defesas em cima e virar-se).

Uma solução para isto pode ser passar Marega para nº9. É, salvo as devidas proporções, quem tem características mais parecidas ao que se perdeu, pelo mesmo paralelo no traço individual físico-táctico do jogo com transfer colectivo.