LABRUNA

16 de Junho de 2005

Angel Labruna, El eterno Angelito, foi uma instituição do futebol do Mar del Plata. Foi do River toda a vida, começando por jogar Basquetebol. O Futebol, no entanto falaria mais alto. Depois de Carrizo, foi o homem que fez mais jogos pelo Ríver: 514, entre 39 e 59, marcando 292 golos, o maior goleador da história do clube, na frente de Óscar Mas, que jogou em duas épocas, 64-73 e 75-76, autor de 199 golos. F

igura da Máquina dos anos 40, destacava-se por ser um avançado centro com uma cultura de jogo invulgar. Esquerdino nato, lia as jogadas desde o seu inicio, e depois aparecia para fazer o golo Cometeu a proeza de fazer esquecer Bernabé Ferreyra e embora nunca tivesse qualquer possibilidade de ganhar um concurso de beleza, a sua outra alcunha era de El Feo, desenhou das mais belas jogadas que o verde césped, como gostava de chamar ao relvado, jamais assistiu. Na selecção fez 37 jogos e marcou 17 golos. Finda a carreira como jogador, tornou-se um treinador de referência, sagrando-se, no banco, campeão argentino pelo River, em 1975, após 18 anos de frustrações, após tornar, o Rosário Central, campeão pela primeira vez na história. Morreu em 1983, com 65 anos, com problemas no coração. Gracias, viejo!

CARREIRA

  • River Plate, 1939 a 1959.
  • Rangers (Chile), 1960.
  • Rampla Juniors (Uruguay), 1960.
  • Platense 1ªB, 1961.

TITULOS

  • 9 CAMPEÃO ARGENTINO (River Plate, 1941, 42, 45, 47, 52, 53, 55, 56 e 57).
  • 2 vezes campeão sul-americano (River Plate, 1946 e 1955).
  • 1 Copa América com a selecção argetina em 1955.