ORSI

16 de Junho de 2005

Foi a primeira grande estrala internacional da Juventus. Raimundo Orsi, dito "il Mumo", filho de emigrantes italianos na Argentina, por quem jogara nas Olimpíadas de 28. Quando entra em vigor a lei dos repatriados, adquire dupla nacionalidade, passa a ser considerado italiano e, em 29/30 começa a jogar na Juve, contratado por Agnelli que lhe oferecera a loucura de 8 mil liras por mês, fora 100 mil de luvas e um Fiat 509 ultimo modelo.

Orsi foi o primeiro grande rebelde do futebol mundial. No relvado um talento fino, esquerdino, dribles mágicos e um estilo de encantar. Fora deles, era um boémio, amante da noite, das mulheres e da música, tocava, madrugada dentro, violino pelos bares de Turim. Era uma personagem. Comunicativo, mas muitas vezes arrogante. Conta-se que quando, na rua, alguém o via e não lhe tirava o chapéu, ia logo atrás dessa pessoa: Que se passa? Não sabes quem eu sou? Sou Orsi, il grande calciatori!.

Em 1935, farto da guerra que tirara a alegria aos dias, e sobretudo ás noites, de Turim, decide abandonar Itália, regressando á sua Argentina.