RIVELINO

16 de Junho de 2005

Titular da imortal selecção brasileira –a equipa do século- campeã mundial de 70, então com 23 anos, Rivelino, tiro de canhão, foi um dos maiores talentos das escolas do Corinthians. Originariamente, médio ala direito, tornou-se um médio centro que deixava a pele em campo.

Esteve dez anos no Parque São Jorge, marcou 165 golos, mas nunca conquistou um título. Fez 91 jogos pelo escrete canarinho, marcou 26 golos e alinhou nos Mundiais de 70, 74 e 78. Jogou depois no Fluminense, onde foi campeão brasileiro, terminando a carreira no futebol americano. Embora sem aprovação oficial muitos registos afirmam que foi dele o golo mais rápido da história do futebol mundial: apenas 3 segundos após o apito inicial, com um remate do meio campo, após curto passe de um colega, aproveitando que o guarda redes ainda estar absorto nas suas orações, ritual de muitos antes do jogos.

Apesar de toda a técnica e magia do seu futebol, acabou por ficar famoso, sobretudo, pela forma exímia como marcava os lances de bola parada. Desde os pontapés de canto, que cobrava com o insidioso cruzamento banana, até á marcação de livres á entrada da área. Por isso a sua biografia se chama, simbolicamente, "Deixa que eu chuto!"...

CARREIRA

  • Corinthians, 1965 a 1974.
  • Fluminense, 1975 a 1978.
  • El Helal (Arabia Saudita), 1979 a 1981.
  • TITULOS
  • Campeão paulista com o Corinthians, 1966.
  • Campeão carioca com o Fluminense, 1975 y 1976 e 1977.
  • Campeão do Mundo- 1970.