FRANÇA CAMPEÃO EURO SUB-17 2015:

30 de Maio de 2015

“Berço” de sonhos de um fantástica geração de craques

Há equipas, expressão duma geração a nascer, que não nos deixa ficar só a admirá-las (na qualidade de jogo e magia individual) apenas no presente e torna-se irresistível projetar o que poderá ser o futuro de tanto talento. É o que sucede com a seleção da França sub-17 campeão europeia em 2015.
Uma equipa que é o novo sonho de futebol gaulês do momento. Expressão tradicional da miscigenação que faz o seu futebol, tem (em 4x3x3) vários jogadores para guardar num local especial de observação.

O ponta-de-lança Edouard, 17 anos (do PSG), nascido na Guyana francesa, técnica, passada larga e golo; o médio organizador-criativo nº10 Bilal Boutobba, 16 anos (do Marselha, onde tornou-se com Bielsa no jogador mais jovem da sua história a jogar na I Liga), tem um pé esquerdo visionário no passe com capacidade desequilibradora, rasgando defesas; e o extremo Nanimato Ikone, 17 anos (do PSG), com, esguio e com uma ginga corporal alucinante no um-para-um, rápido a fugir e inventar lances para golo.

Eles são os trio encanta desta seleção, onde também há que reter o lateral esquerdo Maouasse (uma espécie de novo Evra em potência), 16 anos (do Nancy), robusto e muito resistente fisicamente a subir e recuar pela sua faixa, precisando de dosear melhor o esforço, e o nº8 Cognet, 17 anos (do Lyon) transportando jogo de trás para a frente e vendo bem a baliza quando chega à frente.
Em todos estes craques ainda em gestação nota-se, claro, a necessidade de limar ainda muitos fatores. Posicionamentos, timings de decisão, gestão física, etc. O essencial, porém, está lá e alucinou a todos neste Euro: muito talento.
Como moldura uma escola de futebol francês que, desde os anos 70, trabalha muito bem a cultura táctica sem nunca com isso comprometer a imaginação técnica (e características físicas, mesmo dos mais franzinos) dos seus “petit garçons” craques.

 

* Edouard (17 anos, ponta-de-lança do PSG), Bilal (16 anos, médio nº10 do Marselha) e IKone (17 anos, extremo veloz do PSG). Nomes da mágica seleção sub-17 francesa para fixar e seguir