Já Nem é Notícia

17 de Abril de 2017

Mais uma chicotada. Quim Machado caiu em Belém após uma série de maus resultados quando na anterior, em que ganhou e empatou até ficar em zona tranquila, esteve perto de renovar. E se estas séries de resultados tivessem sido ao contrário? Estaria então hoje em vez de despedido a renovar? Não sei. O que sei é que toda esta época quase faz parecer o nosso campeonato com o brasileiro onde após três ou quatro derrotas qualquer treinador está questionado e acaba despedido. Os diretores entram rapidamente em pânico porque na hora da contratação não sabem porque a fazem. Mesmo alguns casos de sucesso de chicotadas esta época não pensem que resultam de avaliação de competências. Apenas espelham casualidades (que as competências dos treinadores aproveitaram).

Os clubes vivem jogo a jogo. Só os negócios são pensados a longo prazo. Os treinadores são pensados como solução num dia e problema noutro. É o espelho da falta de estrutura e massa critica valorada.