Manuel Fernandes: Mais do que um pequeno Makelele…

21 de Novembro de 2004

Manuel Fernandes Mais do que um pequeno Makelele...



“Nesta perspectiva de análise, há um jogador que parece sub-aproveitado neste Benfica, sobretudo tendo em conta as suas enormes potencialidades como transportador de bola e dinamizador de jogo ofensivo: Manuel Fernandes. Colocado de inicio ao lado de Petit, na recuada dupla de trincos-volantes, fica demasiado recuado e restringido a funções de cobertura defensiva, sobretudo porque o elemento com maior liberdade para subir é Petit.

A categoria de Manuel Fernandes salta á vista na forma destemida como conduz a bola. Aos 18 anos, concilia irreverência com classe. Passada larga e perfeito controle de bola. Passa e, de imediato, corre para desmarcar-se. Não é o tipo de jogador que passa e fica. Nesse sentido, faz lembrar aquela velha teoria dos argentinos para jogar bom futebol: “toco e me voy..” Manuel Fernandes é esse tipo de jogador, com uma margem de progressão enorme, tem fôlego para ser um “box to box”, ou, partindo mais do centro, assim como ao jeito de Verón, gerir os avanços e recuos a partir do meio campo” (Manuel Fernandes, análise feita em 5/10/2004)

(Manuel Fernandes, análise feita em 5/10/2004)

Manuel Fernandes Mais do que um pequeno Makelele...José Mourinho resolveu, esta semana, elogiar Manuel Fernades como um dos principais valores emergentes do actual futebol português. Mais um sinal que sabe muito de futebol. O diamantezinho do Benfica já tinha, no entanto, sido referenciado pelo “Planeta do Futebol” há cerca de dois meses. Passado este tempo, confirma-se o talento e a classe do nº7 do Benfica. Confirma-se, também, que continua sub-aproveitado no sistema do Benfica, pois mais do que um novo Makelele, como lhe chamou Mourinho, Manuel Fernades é mais um pequeno Verón. Ou seja, tem futebol para se soltar mais na frente e não como o francês do Chelsea de se mover apenas em 20 metros de terreno, á frente da defesa, recuperando e distribuindo a primeira bola na saída para o contra-ataque.

Pelo sua visão de jogo, com e sem bola, Manuel Fernandes devia, pura e simplesmente, ser o nº10 do actual Benfica. Tem velocidade, leitura de jogo, precisão de passe, disciplina táctica e vocação ofensiva. Tudo concentrado em 18 anos. Como também sabe defender e tem fôlego para subir e descer, lembra, na forma de jogar, o Verón dos bons velhos tempos. Mourinho comparou-o a Makelele, falou dele e parece que a categoria de Manuel Fernades se destapou como antes estivesse escondido numa caixa de pandora. Para o “Planeta do Futebol” ele brilha desde a primeira vez que o vi tocar na bola. Só com uma diferença, vale mais do que disse Mourinho. É mais do que um novo Makelele. É, simplesmente, Manuel Fernandes e o futebol português agradece. A selecção espera por ele.